Alimentação em câncer

Que tal inserir nutrientes específicos na sua alimentação?

19 Oct, 2017

Cada nutriente tem uma função específica em nosso corpo, para ajudar a manter o organismo em funcionamento e com energia. No entanto, quando o assunto é nutrição do paciente com câncer, alguns nutrientes demonstram evidências no auxílio do tratamento. A terapia nutricional não é a substituição do tratamento médico, mas sim um suporte que é dado para manter o corpo nutrido, oferecendo alguns nutrientes em maior quantidade devido a uma necessidade aumentada [1]. O EPA (ácido eicosapentaenoico) está associado a alguns benefícios quando consumido, veja abaixo:

O EPA é um tipo de ômega-3, encontrado principalmente em peixes de águas frias. Os benefícios relacionados ao consumo do EPA são:

• Redução da inflamação, que por conta da doença e do tratamento pode estar aumentada [2];

• Auxilia na manutenção do peso e dos músculos, principalmente durante tratamentos, como a quimioterapia [2];

• Aumenta a capacidade física, que melhora a sensação de fadiga e fraqueza [2].

É muito importante que ocorra a manutenção do peso durante o tratamento contra o câncer. O consumo do EPA está relacionado com a manutenção da massa muscular porque a ação anti-inflamatória parece estar reduzindo a fase aguda de proteínas (como o aumento de proteína C-reativa), que contribui para a perda muscular. Já a manutenção do peso ocorre por não ter um alto desgaste muscular, e também, por reduzir a degradação do tecido adiposo (gordura) [2].

Consumir quantidades adequadas de EPA e DHA pode estar associado com uma melhora na manutenção do peso e no processo oxidativo. Por isso, certifique-se que esteja alcançando os níveis desses nutrientes! Isso pode ser feito pelo consumo de alimentos fontes desses nutrientes, mas também pelo consumo de suplementos orais, que podem ser aliados para ajudar a alcançar as quantidades adequadas dos nutrientes.

Referências
[1] Norman, Helen A., et al. "The role of dietary supplements during cancer therapy." The Journal of nutrition 133.11 (2003): 3794S-3799S.
[2] Vaughan, V. C., M. R. Hassing, and P. A. Lewandowski. "Marine polyunsaturated fatty acids and cancer therapy." British journal of cancer 108.3 (2013): 486.


Compartilhe: